NOTA DE REPÚDIO

NOTA DE REPÚDIO

O Conselho Regional de Psicologia da 17ª Região (CRP-17/RN), vem por meio desta nota expressar apoio ao CRP-02/PE, que vem sofrendo com atos transfóbicos e racistas proferidos por profissionais de psicologia nas redes sociais.

Repudiamos todos os tipos de violência e atitudes discriminatórias que ferem os princípios de igualdade e respeito à diversidade. Liberdade de expressão não justifica disseminar ódio. Reiteramos também que práticas como estas vão contra os princípios fundamentais expostos no Código de Ética Profissional do Psicólogo, o qual todos os profissionais de psicologia devem se apropriar e seguir no seu fazer profissional.

De acordo com a Resolução CFP 01/2018, em seus artigos 2º e 3º:

Art. 2º – As psicólogas e os psicólogos, no exercício profissional, não exercerão qualquer ação que favoreça a discriminação ou preconceito em relação às pessoas transexuais e travestis.

Art. 3º – As psicólogas e os psicólogos, no exercício profissional, não serão coniventes e nem se omitirão perante a discriminação de pessoas transexuais e travestis.

Em compromisso com os Direitos Humanos, o CRP – 17 pede investigação e medidas contra os responsáveis. Exigimos também que medidas eficazes sejam tomadas para garantir espaços na psicologia verdadeiramente seguros e inclusivos para todas as pessoas.

É fundamental que ações concretas sejam implementadas para combater e prevenir a disseminação da transfobia e demais violências contra a comunidade trans e travesti.

Essa nota reafirma nosso compromisso, alicerçado em nosso código de ética, de atuar no caminho da eliminação de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. A psicologia precisa estar a serviço da construção de uma sociedade justa, inclusiva e sem discriminação, continuando a trabalhar pela promoção de um ambiente seguro para todas as pessoas.

Bruno Rocha
bruno.rocha@skycomunicacao.jor.br
No Comments

Post A Comment