Conselho de Psicologia do RN lança documento para profissionais convocados a falar de questão raciais

Conselho de Psicologia do RN lança documento para profissionais convocados a falar de questão raciais

O texto é voltado para quem atua no RN e engloba questões de raça e etnia

Com o objetivo de orientar psicólogas e psicólogos do RN, que são chamados a falar sobre temas ligados às questões étnico-raciais, o Conselho Regional de Psicologia do RN (CRP-17/RN) lançou uma Nota Orientativa sobre o tema para a categoria. Em vigor desde agosto deste ano, o documento serve como uma bússola que guia para a construção de uma prática acolhedora e sem preconceitos.

Por meio de sete pontos distribuídos ao longo do documento, o CRP-17/RN aborda a problemática do racismo e alerta para os devidos cuidados que devem ser tomados pela categoria no discurso voltado aos mais diversos povos.

Para a coordenadora da Comissão de Relações Étnico-raciais do CRP-17/RN, Marina Queiroz, “a nota é importante, pois demarca o posicionamento do Conselho de Psicologia do RN, frente às questões étnicas, raciais e no combate ao racismo, pautados nos conhecimentos científicos produzidos na Psicologia e em outras ciências, em consonância com uma percepção de sujeito norteada nas diversidades que constroem subjetividades individuais e coletivas”.

Com o documento, a expectativa é que falas que não são baseadas em conhecimento científico comprovado, bem como o uso de termos e expressões racistas, sejam eliminadas do discurso da categoria Potiguar.

A Nota Orientativa já se encontra disponível clicando aqui e pode ser baixada por quem desejar saber mais sobre o assunto.

Mateus de Paula Oliveira Santos
mateus@skycomunicacao.jor.br

Jornalista

No Comments

Post A Comment